Marcopolo lança ônibus com sistema anti covid-19

Onibus anti covid-19 Marcopolo

Com sede em Caxias do Sul (RS) a multinacional brasileira Marcopolo é responsável por quase metade da produção nacional de carrocerias para ônibus.

Em junho deste ano a empresa lançou a plataforma Bio Safe que agrega uma série de soluções tecnológicas integradas com o objetivo de preservas a saúde a a segurança dos usuários em meio à pandemia de covid-19.

Principais novidades

Para poder implementar as soluções da plataforma Bio Safe algumas adaptações tiveram de ser efetuadas com relação ao ônibus tradicional.

Veja as principais modificações.

Dispenser de álcool em gel

Localizado logo na entrada o dispenser pode ser pode ser adaptado para ônibus novos ou em uso.

Redução do número de lugares

O tradicional modelo de 46 lugares com pares de duas poltronas separadas por um corredor dão lugar a duas novas formatações:

  • 2 fileiras de poltronas únicas (reduzindo a capacidade original em 50%); ou
  • 3 fileiras de poltronas individuais separadas por 2 corredores (capacidade de 34 lugares).

Uso de material antimicrobiano

Barras e pontos de apoio são feitos com material plástico que recebe um aditivo para inativar o vírus em caso de contato.

No revestimento das poltronas é utilizado um tecido feitos com o mesmo aditivo, assim como as cortinas que separam os passageiros.

Uso de luz ultravioleta (UVC)

Com propriedades de esterilização o UVC encontra-se instalado no interior do sanitário e no sistema de ar condicionado garantido segurança no ambiente e auto-desinfecção.

As lâmpadas com raios UVC são posicionadas dentro do sistema de ar para não colocar a saúde dos passageiros em risco.

Exportação

Apesar se o CEO da companhia, James Bellini que a viabilidade comercial desses veículos pode demandar um certo tempo, a Marcopolo chegou a exportar algumas unidades com a plataforma Bio Safe para Argentina, Angola e Chile.

Por outro lado o executivo afirmou que diante do apelo por maiores itens de segurança após a pandemia, as pessoas poderiam se dispor a pagar um pouco mais pelas passagens se puderem se sentir mais seguras.

Deixe uma resposta

assine nossa newsletter

Receba novidades sobre lazer e eventos em São Paulo diretamente no seu e-mail!

Assine agora

Open chat